HISTÓRICO


A ORIGEM
Em busca de novas terras agricultáveis demandavam inúmeras famílias, entre os anos de 1.920 à 1.930, para o interior do Estado de São Paulo. Em 19 de março de 1928, o senhor Lázaro Soares Dias, entre outros, conseguia do então proprietário Dr. Jacinto de Souza, a ordem para que fundasse, neste local, um povoado.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Seu primeiro nome fora Vila São Jacinto. Posteriormente, com o falecimento de Dona Maria Amaral Mendonça de Souza, a pedido de Dr. Jacinto de Souza, passou o povoado a chamar-se Vila Amaral Mendonça. Com o decorrer do tempo e pelo costume popular, Vila Amaral Mendonça, passou a chamar-se de apenas Vila Mendonça, pertencendo ao Distrito de Paz de Nova Itapirema, município de São José do Rio Preto.

IGREJA IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
Em busca de terras produtivas para atividades agrícolas, migrantes em geral de origem Italiana, por volta de 1928, começaram a formar um lugarejo de nome Vila São Jacinto, em homenagem ao então doador das terras e um dos supostos fundadores, Dr. Jacinto de Souza, juntamente com o senhor Lázaro Soares Dias. Após o falecimento de dona Maria Amaral Mendonça, esposa do Dr. Jacinto, acharam por bem homenageá-la mudando o nome do lugarejo para Vila Amaral Mendonça, que até 1936, pertencia ao Distrito de Paz de Nova Itapirema. Em janeiro de 1936, o lugarejo é elevado a Distrito de Paz e em1944, Distrito de Nova Aliança, sob a comarca de São José do Rio Preto. A comunidade católica fincou, na praça central, um cruzeiro que, segundo os relatos históricos, os senhores Turíbio Marcheto e Matucheu Marcheto, o fabricaram com madeira de lei que resiste até hoje, e que, no fundo do buraco, no qual ele foi plantado, foi também enterrado o que chamaram de pedra fundamental (uma garrafa de vidro, com o histórico e nomes das famílias até então reunidas no lugarejo). Começa, então, a história religiosa que, no seu início, teve como protagonistas alguns padres missionários como o Padre José Jansem, frei Baltazar e frei Ninceto. Por exemplo, em 1935, houve uma missão com visita e catequese nas casas, com as presenças de Zulmira Zaniolo, de Monte Alto Ângela Mafalda Bernardes, de Sorocaba, e Geni Valoti Giroldo, de Rio Claro. Logo se nota a necessidade de um templo na praça para celebrações e ponto de encontro da comunidade, deu se então início as organizações das festividades para arrecadar fundos para a construção da primeira capela. Basicamente as doações pessoais e as quermesses foram às fontes para custear as obras. Nesse período, com a dificuldade de visitas esporádicas por parte dos padres, surgem algumas pessoas que exercem seus dons para atividades religiosas na comunidade, através de terços rezados na capela e nas casas por Regina Rizzo, e por volta de 1939 em devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, foi construído uma capela em um bairro rural, existente até os nossos dias, dando origem e costume de rezar novena em sua homenagem, todas às quartas-feiras, persistindo até hoje. Em franca evolução, a capelinha na Praça já não comportava mais os fiéis e, começa então a mobilização para a construção da Igreja Matriz com planta arrojada para a época, que é mantida até os dias atuais. A obra grandiosa para a época foi desenvolvida pelos pedreiros Joaninho Rizzo e Roque Balestrin, que optaram pela construção ao redor da capela existente, que foi demolida quando a nova igreja estava em fase de acabamento. Em janeiro de 1960, a cidade de Mendonça é elevada a Município. Entretanto, ainda era uma capela pertencente à Paróquia de Nova Aliança. Nesse período, vários padres prestaram assistência espiritual, dentre eles: Padre João Nolte Padre Germano Monsenhor Ângelo Padre Gusman Padre Rapa e Padre Salvador. Aos 12 de abril de 1975, com missa solene celebrada pelo Exmo. Sr bispo diocesano Dom José de Aquino Pereira, e concelebrada pelo primeiro pároco Padre Aírton, e presença de autoridades e grande público, foi lido o Decreto de criação da Paróquia Imaculado Coração de Maria, e de posse do pároco que, durante o seu trabalho pastoral, reformou e mobiliou a casa paroquial, bem como adquiriu um carro usado para o serviço pastoral.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em 14 de Janeiro de 1936, Mendonça foi elevada a categoria de Distrito de Paz, conservando o nome de Vila Mendonça, através do Decreto Lei Estadual nº 2624, e sua instalação ocorrida em 30 de maio de 1936. Continuando a sua ascensão, em dois de abril de 1940, o Decreto-Lei Federal nº 2104, e Estadual nº 11069, de 04 de maio do mesmo ano, congregava-se o nome de Mendonça. Com a criação do município de Nova Aliança, Mendonça passou a pertencer a esse município, tendo como sede de comarca o município de São José do Rio Preto, isto ocorrido conforme o Decreto-Lei nº 14.334, de 30 de novembro de 1.944, posto em execução em janeiro de 1945.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
A 18 de fevereiro de 1.959, através do Decreto Lei Estadual nº 5285, executada em 1º de janeiro de 1960, alcançou em termos absolutos e definitivos, a sua emancipação política, elevando-o a categoria de Município, desmembrando-se do município de Nova Aliança. O município de Mendonça está localizado na 8º região administrativa do Estado de São Paulo, cuja sede dessa região é São José do Rio Preto. No ano de 1982, por força de Lei Estadual, Mendonça passou a pertencer a Comarca de José Bonifácio. Limita-se ao sul com os municípios de Adolfo e Sales, ao Leste com Irapuã e Potirendaba, ao Norte com Nova Aliança e ao Oeste com José Bonifácio.
Gentílico: Mendoncino

GALERIA DE PREFEITOS

JUSTINIANO RODRIGUES DE CARVALHO01/01/1960 à 31/12/1963
CAETANO BOMBARDI01/02/1969 à 31/01/1969
NELSON MATURANA01/02/1969 à 30/01/1973
EUGÊNIO BRENTAN31/01/1973 à 31/01/1977
NELSON MATURANA01/02/1977 à 31/01/1983
EUNICE MENDES SEIXAS01/02/1983 à 31/12/1988
JOÃO EMILIO BUZZO01/01/1989 à 31/12/1992
JOSÉ TALHARI01/01/1993 à 31/12/1996
JOÃO EMILIO BUZZO01/01/1997 à 31/12/2000
JOSÉ TALHARI01/01/2001 à 31/12/2004
CYOZI AIZAWA01/01/2005 à 31/12/2008
ODAIR CORNELIANI MILHOSSI01/01/2009 à 31/12/2012
CYOZI AIZAWA01/01/2013 à 31/12/2016
ANTONINO CAETANO DE SOUZA01/01/2017 à 31/12/2020

OBS.: O Sr. JUSTINIANO RODRIGUES DE CARVALHO, foi o primeiro Prefeito de Mendonça.