HISTÓRICO


A ORIGEM
Foi nos idos de 1924, precisamente em dois de maio desse ano, que os portugueses Manoel Camilo de Figueiredo, João de Freitas Caíres e os brasileiros Tomaz Teixeira de Souza e Narciso Alves da Silveira, atraídos pela fama de terras férteis do município de Monte Aprazível, através de picadas abertas na mata densa, abriram no espigão divisor das fazendas Santa Bárbara e Ponte Nova, uma clareira no oceano verde, e, em toscas residências estabeleceram com suas famílias, ensejando a outros pioneiros menos timoratos a coragem de se localizarem na terra bravia.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Dada a abundância de uma palmeira existente no lugar, a povoação, que foi fundada em 02 de maio de 1924, recebeu o nome primitivo de COQUEIROS, vindo a chamar-se logo depois de Vila Progresso dado o custo do desenvolvimento com que foi sacudida a nascente povoação de Coqueiros, para perdurar até 1964. A povoação tornou-se rapidamente conhecida em toda a redondeza, principalmente no município de Monte Aprazível a cujo povoado pertencia, dando motivo que a sua densidade demográfica se ampliasse imediatamente em face da exuberância de suas terras próprias para o cultivo do café e cereais.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em pouco tempo de simples povoação, passou-se a pleitear o foro de distrito, o que não foi difícil graças aos requisitos que possuía para o desiderato. Em 17 de agosto de 1929, através do Decreto Lei Estadual nº 2838, o povoado foi elevado à categoria de Distrito de Paz, com a denominação de Macaúbas, e foi instalado o respectivo Cartório de Paz e Tabelionato.  A colônia síria tendo a frente o senhor Carmo Buissa, seus irmãos Elias e Salim, Abrahão Daher e seus filhos Miguel e Antônio, Salim Hakme, Simão Nimer, Alexandre Kadre e muitos outros que, em face do vertiginoso progresso da povoação ai se radicaram com seus familiares e muito contribuíram para o seu desenvolvimento, estabelecendo com suas atividades comerciais próprias. As famílias Zanelli, Teodoro Ferreira e outras foram as primeiras a se transferirem para a povoação, contribuindo muito no setor rural, para o seu desenvolvimento. Por volta de 1935 foi criada a Agência Postal dos Correios.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Em 28 de dezembro de 1948, através do Decreto Lei Estadual nº 233, o Distrito de Macaubal foi elevado a categoria de Município. Sua instalação verificou se em02 de abril de 1949. Foi elevada a categoria de Comarca, pela Lei Estadual nº 8092, de 28 de fevereiro de 1964 e que não foi instalada. A primeira administração municipal foi do Prefeito Rufino Camilo Figueiredo, que foi eleito e empossado no dia 02 de abril de 1949.  O município de Macaubal tem por Padroeira Nossa Senhora Aparecida, cuja data é comemorada em 12 de outubro.

ORIGEM DO NOME
A localidade recebeu primeiramente a denominação de Coqueiros, para mais tarde denominar-se Vila Progresso e posteriormente Macaúbas com a criação do distrito de paz.O Distrito passou a chamar-se MACAUBAL, pelo Decreto Lei nº 14.334 de 30 de novembro de 1944. Levou esse nome devido a grande quantidade de coqueiros macaúba, existentes nessa localidade.

GALERIA DE PREFEITOS

RUFINO CAMILO FIGUEIREDO1949 à 1953
AGENOR OLIVIERI1953 à 1957
JOÃO NIMER1957 à 1961
LAVRINDO GUIMARÃES1961 à 1965
AGENOR OLIVIERI1965 à 1969
EVARISTO MARTINS CANOVA1969 à1973
JOSÉ CHAMAS1973 à 1977
JOÃO NIMER1977 à 1983
LABIB BUISSA1983 à 1988
RONALDO GASPAR BOTTINHO QUICOLI1989 à 1992
NORAIR BRAGUINI01/01/1993 à 31/12/1996
RONALDO GASPAR BOTTINHO QUICOLI01/01/1997 à 31/12/2000
MAURI CARLOS ALVES DE ALMEIDA01/01/2001 à 31/12/2004
SÉRGIO LUIZ DE MIRA01/01/2005 à 31/12/2008
SÉRGIO LUIZ DE MIRA01/01/2009 à 31/12/2012
DORIVALDO BOTELHO01/01/2013 à 31/12/2016
JOÃO FLORENTINO NETO01/01/2017 à 31/12/2020

OBS.: O Sr. RUFINO CAMILO FIGUEIREDO, foi o primeiro Prefeito de Macaubal.