HISTÓRICO


A ORIGEM
A partir de 1870, alguns habitantes de Minas Gerais, emigraram para São Paulo. Eram criadores que procuravam regiões campestres afastadas das terras cultivadas e instalaram-se nos campos situados entre o Rio Paranapanema, ainda mal conhecido, e o Rio do Peixe, completamente desconhecido. Vieram posteriormente grandes fazendeiros de café que conseguiram os títulos de propriedade das terras. As crises econômicas ocorridas, e as quedas súbitas no preço do café, possibilitaram a contratação de imigrantes italianos a partir de 1888, entre os quais, o senhor Celeste Casagrande, contratado por Eugênio Teixeira Leite, fazendeiro em Minas Gerais e em São Paulo, na região do Miranda, então município de São José dos Campos Novos do Paranapanema.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Em 1899, a família Casagrande, adquiriu uma gleba e formou a Fazenda Bela Vista, que se tornou sede do Povoado – SANTO ANTÔNIO DA BELA VISTA -  e outras  famílias de imigrantes italianos também compraram terras na região. Como as pequenas propriedades dependiam do comércio de Campos Novos, distante 27 km, e como o único meio de transporte era o animal, resolveram instalar no cimo do planalto – por possuir uma picada que ligava Cafelândia a Platina – maquinas de beneficiar café, de arroz, serraria, engenhos etc. Em 1925, o senhor Carlos Ferrari fez o loteamento do planalto e cedeu uma praça para a construção de uma Igreja dedicada ao Santo Padroeiro local – Santo Antônio.

O PIONEIRISMO
A fundação de Ocauçú deve-se ao movimento empreendido pelos paulistas no sentido de colonizar a vasta região, que partindo do eixo Botucatu - Bauru, demandava a Mato Grosso, no início deste século, o qual teve início no Brasil, com a plena vigência da Primeira República que perduraria até 1930, com a realização de eleições diretas para a Presidência da República, com os Presidentes sendo empossados, fato esse quase incrível, em um país de dimensões continentais e, na época sem comunicações sociais como ocorre hoje, além de ter saído de uma Monarquia secular, onde o último dos Imperadores – Dom Pedro II era queridíssimo, muito popular. Com o avanço das Estradas de Ferro: Sorocabana, Paulista e Noroeste, para o Estado do Mato Grosso, houve intensa movimentação de colonizadores, que procuravam fixar-se na zona oeste de São Paulo. A chegada da Companhia Paulista a Marília, com Bento de  Abreu Sampaio Vidal e Navarro de Andrade, fez com que esta região tomasse um impulso sem precedentes. Núcleos foram surgindo a cada passo, não só no traçado da Companhia Paulista, mas também em toda a região que circundava a então “Capital do Sertão”. Um destes núcleos que surgiram, foi o de “CASA GRANDE”, depois OCAUÇU, pouso obrigatório dos viajantes que demandavam além do Rio do Peixe. Apesar de não ser servido pelas Estradas de Ferro, este núcleo desenvolveu se rapidamente. Coisa rara, aliás. Porque as estradas de ferro fora fatores preponderantes para o surgimento e expansão de muitas cidades interioranas, concorrendo para o engrandecimento do interior, com as estradas férreas rasgando os sertões inóspitos, enfrentando-se índios ferozes e inconformados com a presença imperialista do branco, travando-se combates às margens dos trilhos que surgiam. Necessário se faz que a juventude de hoje, saiba que nem sempre foi assim, este núcleo tornou-se uma cidadezinha limpa, com energia elétrica, rede de esgotos sanitários, asfalto, clube social, cinema, grupo e ginásio estadual. Não há muito tempo atrás, era mata bruta, feras, incertezas, pestes, sofrimentos, dores, pioneirismo, poeira, luz a querosene, violão plangendo nas noites quentes e escaldantes, fossas negras, veículos antiquados, bravura, idealismo, coragem...

ORIGEM DO NOME
O nome OCAUÇU –é de origem indígena, do Tupi, e que significa “CASA GRANDE”.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em 21 de agosto de 1934, através do Decreto Lei Estadual nº 6617, o povoado foi elevado à categoria de Distrito, com a denominação de Casa Grande, pertencente ao município de Campos Novos. Por força do Decreto Lei Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, o Distrito de Casa Grande é transferido do município de Campos Novos para o município de Echaporã. Em 30 de novembro de 1944, através do Decreto Lei Estadual nº 14334, o Distrito de Casa Grande teve seu nome alterado para OCAUÇÚ, e foi transferido do município de Echaporã, para o município de Marilia.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Em 18 de fevereiro de 1959, através do Decreto Lei Estadual nº 5285, o Distrito foi elevado à categoria de Município, com a denominação de Ocauçú, desmembrado do município de Marilia. Sua instalação verificou se em 13 de fevereiro de 1960.
Gentílico: Ocauçuense

GALERIA DE PREFEITOS

MÁRIO COLOMBO1963 à 1963
ELIDIO BRÁULIO DE MENEZES1964 à 1968
FRANCISCO STELVIO VITELLI1969 à 1972
ELIDIO BRÁULIO DE MENEZES1973 à 1976
TURIBIO MARZOLA1977 à 1982
WALDOMIRO COLOMBO1983 à 1988
TURIBIO MARZOLA1989 à 1992
WALDOMIRO COLOMBO01/01/1993 à 31/12/1996
DORIVAL MARZOLA01/01/1997 à 31/12/2000
ÉZIO ANTÔNIO MARZOLA01/01/2001 à 31/12/2004
DORIVAL MARZOLA01/01/2005 à 31/12/2008
DORIVAL MARZOLA01/01/2009 à 31/12/2012
ALESSANDRA COLOMBO MARANA01/01/2013 à 31/12/2016
ALESSANDRA COLOMBO MARANA01/01/2017 à 31/12/2020

OBS.: O Sr. MÁRIO COLOMBO, foi o primeiro prefeito de Ocauçu.