HISTÓRICO


A ORIGEM
Localizado às margens do Rio Aguapeí na zona fisiográfica denominada pioneira, o município de Bento de Abreu foi fundado em 24 de Julho de 1926, quando os primeiros agricultores e comerciantes chegaram à região, então no município de Araçatuba, vindos pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, atraídos pela fertilidade do solo, que os levava a prever muito progresso para o lugar.

FUNDAÇÃO DO POVOADO

Iniciada a derrubada das matas e a construção das primeiras casas, foi o lugarejo se formando. O primitivo nome das terras era ALTO PIMENTA e entre os colonos que aqui chegaram, destacou-se o italiano GEREMIAS LUNARDELLI um dos maiores plantadores de café de todos os tempos, no Brasil, e que determinou o primeiro nome do lugar, a saber, PATRIMÔNIO LUNARDELLI e posteriormente chamado de ALBINÓPOLIS.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em 25 de abril de 1933, o povoado foi elevado à condição de Distrito de Paz, pelo Decreto Lei Estadual  nº 5.888,porém com o nome de ALTO PIMENTA.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Foi elevado à categoria de Município, através do Decreto Lei Estadual nº 233, de 24 de dezembro de 1948, com o nome de BENTO DE ABREU, por escolha de seus habitantes em 1948, quando da criação do município, emancipando-se de Valparaíso, e homenageia o Sr. BENTO DE ABREU SAMPAIO VIDAL (1872 – 1948), à época, Deputado Estadual e fundador de diversas cidades e povoados no sertão paulista, tal como a cidade de MARÍLIA.  A instalação do município deu-se no dia 27 de março de 1949, constituindo-se como único Distrito de Paz, Bento de Abreu, pertencente à Comarca de Valparaíso. Emancipada em 24/12/1948.

BIOGRAFIA BENTO DE ABREU SAMPAIO VIDAL
O político Bento de Abreu Sampaio Vidal, (também conhecido como o plantador de cidades – destaque para Bento de Abreu e Marilia) nasceu na cidade de Campinas, a 17 de agosto de 1872. Era filho de Joaquim José de Abreu Sampaio Vidal e de Dona Maria das Dores Sampaio Vidal. Estudou no Colégio Culto a Ciência de sua terra natal. Foi redator de “O Distrito”, “O Movimento” e o “Correio de São Carlos”. Desbravador de sertões, a sua ação deixou traços imorredouros em São Carlos, Araraquara, Pirajuí e Marilia. Foi um dos sócios fundadores da Sociedade Rural Brasileira. Foi Presidente da Sociedade Fluminense de Agricultura e da Sociedade Rural do Triângulo Mineiro, por ele fundada em Uberaba. Foi, ainda, gerente do Banco União de São Carlos e fundador da Companhia Luz Elétrica de São Carlos, a primeira empresa no gênero, organizada no Brasil. Em São Carlos, Pirajuí, Marilia e Guariba, ele fundou Santas Casas. Em Araraquara, a Santa Casa, a “Gota de Leite”, o Conservatório Dramático e Musical, a Escola de Farmácia e Odontologia o Ginásio Municipal Araraquarense foi por ele transformado em Colégio Estadual. Organizou e foi diretor do “Banco de Araraquara” e dos serviços de iluminação elétrica e de águas nas vilas de Américo Brasiliense, Santa Lúcia e Rincão. Durante 30 anos foi Presidente da Câmara Municipal de Araraquara. Foi eleito deputado várias vezes, participando de importantes comissões. Exerceu o cargo de Secretário da Agricultura e fez parte do Conselho Consultivo do Estado. Deixou numerosa descendência, toda ela orientando-se pelas peregrinas virtudes morais e cívicas desse que, em vida, foi uma das expressões mais altas da sua terra. Em dezenas de municípios paulista, é viva as homenagens que prestam ao ilustre municipalista que, em vida, tanto batalhou pelas causas do interior.

REGISTROS DO HISTORIADOR - LINHA DO TEMPO
No ano de 1926 (época do povoado), o município chamava-se ALTO PIMENTA. Em 1929, o nome do município foi alterado para PATRIMÔNIO LUNARDELLI.
No dia 29/06/1929, chegava ao Patrimônio, procedente de Birigui, o comerciante JOAQUIM VIOTTO, que com sua família instala a Casa Comercial “Viotto”.
Na Rua 27 de março, nº. 430 (antiga rua do café)foi instalada a Farmácia Santa Brígida, de propriedade do farmacêutico senhor ALCIDES CARDOSO AMALFI. O comércio da cidade possuiu três casas comerciais denominadas de “Casa Santa Maria”, todas de propriedade do comerciante senhor ERNESTO SCATENA.
Um dos pioneiros do comércio local foi o senhor JOSÉ DE MATOS SABINO, português de origem, e fundou aqui, a Casa Lusitana, armazém comercial de Secos e Molhados. No ano de 1937, foi concluída a obra de construção da Igreja Matriz, na Praça Sagrado Coração de Jesus, que contou com a total dedicação do senhor DANTE TURINI.
O nome de BENTO DE ABREU foi dado ao município, por escolha da população em 1948, para homenagear seu fundador senhor BENTO DE ABREU SAMPAIO VIDAL. No ano de 1929 chegou até a divisa das fazendas Santa Maria e Santa Antonieta, a ponta dos trilhos da variante da  Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. O prédio onde funcionou a Casa Comercial Rio de Janeiro, do comerciante SLEMEN JOSÉ CHUCRE, cedeu lugar para construção do novo prédio da Prefeitura e Câmara Municipal.
O primeiro prédio construído em alvenaria na cidadefoi o da antiga Casa Progresso do comerciante senhor JOSÉ MARTINEZ. O primeiro Prefeito domunicípio foi o senhor. HUGO SCATENA, que administrou a cidade no período de 1949 a 1953. O primeiro farmacêutico da cidade (na época, Patrimônio Lunardelli), foi o senhor JOÃO CALESTINO em 1920. O segundo farmacêutico, também nesta época, foi o senhor JOSÉ ROSSETO, proprietário da farmácia Rosseto. Em 1957, existia na cidade o Time de Futebol Juvenil denominado de “REAL MIRIM”, cujo apelido dado por todos era “RANCA TOCO”.
Gentílico: Bentoabreuense
 
GALERIA DE PREFEITOS

HUGO SCATENA1949 à 1953
JOÃO SAMPAIO LEITE FILHO1953 à 1957
MIGUEL VIEIRA1957 à 1961
MÁRIO REDIGOLO1961 à 1965
MIGUEL VIEIRA1965 à 1969
MÁRIO REDIGOLO1969 à 1973
DR. SALIM ADIB ESPER1973 à 1977
JOSÉ MAREGA NETTO1977 à 1982
CÉSAR BERTI1983 à 1988
JOSÉ MAREGA NETTO1989 à 1992
DR. SALIM ADIB ESPER01/01/1993 à 31/12/1996
CÉSAR BERTI01/01/1997 à 31/12/2000
TEREZINHA DO CARMO SALESSE01/01/2001 à 31/12/2004
MARLON ANTÔNIO RESINA01/01/2005 à 31/12/2008
TEREZINHA DO CARMO SALESSE01/01/2009 à 31/12/2012
TEREZINHA DO CARMO SALESSE01/01/2013 à 31/12/2016
GENIVAL PRATES ALVES01/01/2017 à 31/12/2020

OBS.: O Sr. HUGO SCATENA foi o primeiro Prefeito de Bento de Abreu.