BURITAMA

BURITAMA



BURITAMA



BURITAMA



BURITAMA



BURITAMA - Turiúba




Memorial

BURITAMA
BURITAMA
Turiúba

Prefeitura Municipal de Buritama

Avenida Frei Marcelo Manilia, 700
CEP: 15290-000
Fone: (18) 3691-9200
Email: buritama@buritama.sp.gov.br
Site: www.buritama.sp.gov.br

 

 

 

 

HISTÓRICO

 

A ORIGEM
Em meados de 1870, o senhor Manoel Antônio Pereira, residente em Pembuí, Estado de Minas Gerais, comprou uma fazenda cuja região era rica em palmeiras. Como ele possuía muitos filhos e genros, um dia resolveu convida-los para abrir o sertão, como se costumava dizer na época, e assim o fizeram. Os filhos e genros que o acompanharam, foram: João Antônio dos Santos e esposa, senhor Manoel Goulart e esposa, Antônio Teixeira e esposa (Maria Florinda) e os filhos: Joaquim Pereira Miranda e esposa (Ana dos Santos) e José Celestino, que era solteiro. A viagem foi muito demorada e cansativa, pois vinham a pé, com muitas mulheres e crianças, por isso tinham que fazer muitas paradas. Chegando ao povoado de São Jerônimo, por falta de recursos, foi obrigado a ali permanecerem, porém contaram com o auxilio do senhor Jeremias, poderoso fazendeiro daquele local, que era viúvo e tinha um casal de filhos. Ali permaneceram por dois anos e, nesse ínterim o senhor José Celestino casa-se com a filha do senhor Jeremias, que falece logo em seguida, o mesmo acontecendo com o seu filho, ficando todas as terras em poder da família de José Celestino. Estas terras logo lhe foram tomadas. Não se sabe ao certo se foi por falta de escritura ou grilagem, resolvendo então abrir picada rumo às terras do senhor Manoel Antônio Pereira.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Aqui chegando, instalou-se num local que ficou conhecido, mais tarde, como Igrejinha. Após estarem instalados nesta localidade, começaram as derrubadas e queimadas para a plantação necessária para a subsistência de todos. A partir daí fundaram um pequeno povoado denominado de “PALMEIRAS”, cujas famílias prosperaram, os filhos cresceram, e foram casando-se entre primos, ou com pessoas que vinham cultivar terras próximas. Estas terras foram doadas pelo senhor Manoel Antônio Pereira, sabe-se que as terras pertencentes ao Patrimônio da Santa, e o terreno onde fica a Igreja Matriz, foram doados pela senhora Maria Florinda, e o restante pelo senhor Joaquim Pereira de Miranda, pai de Marcos Evangelista Pereira. No ano de 1914, foi construída a primeira Igreja, próximo hoje,do Clube Recreativo de Buritama. Quanto à agricultura, cultivava-se arroz, algodão e o milho, porém o mais importante na época eram as engordas de porcos, que eram vendidas na cidade de Jaboticabal, cuja viagem era por volta de 40 dias.

PIONEIRA – MARIA RODRIGUES - UMA VIDA PARA BURITAMA
A origem de Buritama, como ocorre praticamente em todas as cidades, se deve a presença de verdadeiros bandeirantes que, não medindo sacrifícios e esforços, veio a esta terra implantar a base fundamental indispensável para o progresso de hoje. Em entrevista concedida, à época, ao jornalista Antônio Barreto dos Santos, o mesmo manteve demorado contato com uma das fundadoras de Buritama (assim podemos dizer), dona Maria Rodrigues, que veio para Buritama em meados de 1923, aportando nesta cidade, precisamente no dia 26 de maio. Dona Maria Rodrigues contou ao jornalista, que quando chegou à pequenina Buritama, “somente seis casas existiam na vila”, destacando-se uma pequena Capela de madeira, onde hoje se encontra construído o Clube principal da cidade. Já casada, mãe de sua primeira filha, e ainda com 19 anos de idade, dona Maria Rodrigues veio para Buritama em companhia de seu saudoso esposo, o fazendeiro Elídio Agostinho Rodrigues, juntamente com os seus pais, os saudosos Joaquim Moreira Duarte e Ana Generosa Batista, três irmãos e seis irmãs. Teve como ponto de partida a cidade de Cedral, vindo de trem até São José do Rio Preto e desta cidade até Zacarias, em um antigo caminhão. Entretanto, dado a inexistência de estradas, de Zacarias até Buritama, a mudança de dona Maria Rodrigues, passou a ser transportada através de carro de boi. Lúcida, culta e atualizada, dona Maria Rodrigues, revivendo as eras de 1923, relembra as grandes dificuldades, afirmando que “naquela época, para se conseguir gêneros alimentícios e medicamentos, tinha que se dirigir até Birigui ou Araçatuba, através de lombo de cavalo”. Citou que o seu saudoso esposo – ela lembra muito bem – que certa feita, quando a procura de um médico para atender a sua genitora, rumava-se até Araçatuba, teve momentos difíceis, tendo o cavalo que o transportava assustado com uma onça que atravessou o pequenino caminho e se tornado difícil do mesmo seguir o trajeto. Mas, felizmente, o objetivo foi alcançado. O médico veio até à pequena vila e sua mãe foi medicada. Calma e tranquila, dona Maria Rodrigues contou diversas passagens da vida da cidade, dizendo que inicialmente Buritama chamava-se Buriti, mas que com a instalação do Cartório de Registo Civil, a cidade mudou de nome. O saudoso Elidio Agostinho Rodrigues tinha participação efetiva na vida de Buritama, afirma dona Maria. “Ele participava de tudo”. “De todas as atividades sócioculturais da cidade e, inclusive da vida política”. Dona Maria Rodrigues, proprietária das Fazendas Rio e Boa Vista, ambas localizadas no município de Buritama, com atividade pecuária e agricultura variada, acompanhou de perto a vida do seu esposo, participando também efetivamente de todas as atividades da cidade, primando-se pela sua bondade e humanismo. A propósito cabe aqui destacar que, o jornalista Antônio Barreto dos Santos em contato com o prefeito, na ocasião, senhor Paulo Guerbas, ouviu daquela autoridade municipal, referências elogiosas à pessoa de dona Maria Rodrigues, dizendo Paulo Guerbas que “a minha administração municipal é muito grata e agradece a todas as colaborações que dona Maria Rodrigues tem feito à cidade de Buritama”.

ORIGEM DO NOME
Passados dois anos, o Patrimônio de Palmeiras foi elevado à categoria de Distrito Policial, com o nome de BURITI, devido às belíssimas e extensas palmeiras nativas de nome “Buriti”, que se estendia desde o centro do planalto até as margens do Rio Tietê, nas fazendas perto do município de São José do Rio Preto. Por ocasião de sua elevação a Distrito de Paz em 1927, o Distrito teve seu nome alterado para BURITAMA, que em Tupi Guarani significa PALMEIRAS, nome que conserva até hoje.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em dezembro de 1924, o Distrito Policial de Buriti incorpora-se ao recém – criado povoado de Água Limpa, (atual Monte Aprazível), distante 72 km. Seu desenvolvimento foi lento, pois o meio de transporte da época era o carro de bois ou cavalos, em consequência da precariedade das vias de acesso na região, mas não foi obstáculo, para as famílias pioneiras conquistarem seus objetivos. Assim, em 29 de novembro de 1927, foi elevado à categoria de Distrito de Paz, através do DecretoLei Estadual nº 2.102, pertencente ao município de Monte Aprazível.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Em 24 de agosto de 1948, através do Decreto Lei Estadual nº 233, o Distrito é elevado à categoria de Município, ficando sob a jurisdição da comarca de Monte Aprazível.

CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DA COMARCA
Em 31 de dezembro de 1963, através do Decreto Lei Estadual nº. 8050, o município foi elevado à categoria de Comarca, cuja instalação ocorreu em 25 de Junho de 1966, ficando sob sua jurisdição os municípios de Lourdes, Planalto, Turiúba e Zacarias.

O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
Buritama passou a crescer economicamente, desenvolvendo intensa atividade agropecuária e com indústrias do setor cerâmico, olarias e laticínios. Seu apogeu ocorre na década de 1980, com a construção da Usina Hidrelétrica Nova Avanhandava, transformando a cidade, com construções de núcleos habitacionais, para abrigar grandes contingentes de trabalhadores da usina. Hoje Buritama possui uma agricultura e pecuária diversificada, indústrias de cerâmica, calçados, confecções e metalúrgicas, seu comércio e serviço atende principalmente aos municípios da comarca. Com a formação dos Grandes Lagos através das Usinas de Nova Avanhandava e Três Irmãos, a maior parte do perímetro urbano do município ficou cercado por água, o que veio a proporcionar desenvolvimento nas atividades relacionadas ao Turismo e Lazer, com a construção de vários loteamentos, condomínios e barcos de passeios, junto ao lago, cujas atividades geraram empregos, melhorando a qualidade de vida de nosso povo, sem esquecer-se da preservação do meio ambiente. O município de Buritama possui uma área de 327 km², situado na Região Noroeste do Estado de São Paulo, limitando-se com os municípios de Brejo Alegre, Birigui, Araçatuba, Santo Antônio do Aracanguá, Lourdes, Turiúba e Zacarias.

REGISTROS DO HISTORIADOR - LINHA DO TEMPO
Em 1964, o Prefeito Alcides da Rocha Mendes, já desenvolvia um projeto para construção de um Parque e Represa Municipal, aproveitando as condições do terreno que circundava o Poço Artesiano e a casa de bombas da cidade. Em 1964, a Companhia Telefônica Rio Preto, instalava a primeira linha telefônica, ligando à cidade de Buritama a São José do Rio Preto. Em 1965, inicia-se a construção do prédio da Caixa Econômica Estadual. Esta obra estava orçada em 12 milhões de cruzeiros. Neste mesmo ano, a administração municipal, doa uma área para a construção do Buritama Tênis Clube. Em 1965, Buritama contava com duas equipes de Futebol: O Brasil Futebol Clube e o América Futebol Clube. A primeira Professora primária da cidade foi à senhora Maria do Carmo Costa de Andrade. Na década de1960, Buritama era conhecida pelo Cognome de “Cidade Joia” ou “Cidade Joia do Tietê”. Em 1965, foi instalado no município o curso colegial (Clássico e Científico), criado conforme Lei Estadual publicada naquele ano. Ainda em 1965, tem início a construção da Rodovia, ligando Buritama à cidade de Birigui, passando pela ponte sobre o Rio Tietê.
No início de 1966, estudos são realizados para a criação da Comarca de Buritama, cuja documentação já tramitava na Assembleia Legislativa em São Paulo. Sua instalação deu-se em 25/06/1966. No ano de 1966, circulava na cidade, as primeiras edições do Jornal O CORUJA órgão de divulgação do Grêmio da Escola Técnica de Comércio. Sua redatora chefe era Maria de Lourdes Silva. Em 15 de Abril de 1966, a diretoria do Brasil Futebol Clube, reúne seus associados para a apreciação do balancete e atividades desenvolvidas no ano de 1965. A reunião foi realizada nas dependências do CINE SANTA ROSA. Em Agosto de 1966, quatro ousados e divertidos Jovens, fundaram o conjunto musical “THE JAT BOYS”, para interpretação de musicas jovem, e que fizeram grande sucesso na época.
Gentílico: Buritamense

 

GALERIA DE PREFEITOS

 

LUIZ ANTONIO SEVERINO 1949 à 1953
JOAQUIM PEREIRA ROSA 1953 à 1957
LAZARO BARBOSA DE TOLEDO 1957 à 1961
ALCIDES DA ROCHA MENDES 1961 à 1965
SEBASTIÃO PARRA 1969 à 1973
PAULO GUERBAS 1973 à 1977
SEBASTIÃO PARRA 1977 à 1983
IZAIR DOS SANTOS TEIXEIRA 1983 à 1988
REALINO FEROLDI 1989 à 1992
ODAIR GONÇALVES DOS SANTOS 01/01/1993 à 31/12/1996
MESSIAS FERREIRA MENDES 01/01/1997 à 31/12/2000
ODAIR GONÇALVES DOS SANTOS 01/01/2001 à 31/12/2004
MESSIAS FERREIRA MENDES 01/01/2005 à 31/12/2006
NELSON JOSÉ FEROLDI 01/01/2007 à 31/12/2008
IZAIR DOS SANTOS TEIXEIRA 01/01/2009 à 31/12/2012
IZAIR DOS SANTOS TEIXEIRA 01/01/2013 à 31/12/2016
RODRIGO ZACARIAS DOS SANTOS 01/01/2017 à 31/12/2020
RODRIGO ZACARIAS DOS SANTOS 01/01/2021 à 31/12/2024

OBS.: O Sr. LUIZ ANTONIO SEVERINO foi o primeiro Prefeito de Buritama

 

 





Acervo Digital

Com a ajuda de vários colaboradores reunimos um acervo de fotos antigas desta cidade. Caso você tenha fotos antigas desta cidade, contribua conosco, enviando-as para o e-mail: contato@memorialdosmunicipios.com.br

Clique nas imagens abaixo para aumentá-las:

Faço parte dessa história
Empresas que fazem parte da história desta cidade.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site. Ao navegar pelo site, você autoriza o nosso site a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas , acesse nossa Política de Privacidade.
Entendi.