TAQUARITUBA

TAQUARITUBA



TAQUARITUBA



TAQUARITUBA



TAQUARITUBA



TAQUARITUBA

TAQUARITUBA




Memorial

TAQUARITUBA
TAQUARITUBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARITUBA

Avenida Mário Covas, 1951 - Novo Centro
CEP: 18740-000
FONE: (14) 3762-9666
E-MAIL: ouvidoria@taquarituba.sp.gov.br
 

HISTÓRICO


A ORIGEM
Taquarituba, teve seus primeiros dias de vida nos princípios do ano de 1886, quando Francisco Ferreira Loureiro, vindo do povoado de Faxina, hoje Itapeva, comprou umas partes de terra da “Fazenda Lageado”, situada à margem do Ribeirão do Lageado, afluente à margem esquerda do Rio Taquari, situadas na Comarca de São João Batista do Rio Verde, hoje Itaporanga.
Nesse mesmo ano de 1886, nas terras então adquiridas, Francisco Ferreira Loureiro fez construir uma peque Ferreira Loureiro na Capela sob a invocação de São Roque, santo do qual era devoto, e depois Padroeiro da cidade, tendo mandado rezar a primeira missa no dia 16 de agosto desse mesmo ano, ficando esta data como a da fundação da cidade.
Não tendo a Mitra Diocesana de Botucatu, feito o competente registro da doação feita por Francisco Ferreira Loureiro, doação essa referente as terras da nova povoação, anos depois, quando da divisão judicial da mesma fazenda, o Tenente Coronel Francisco de Oliveira Pedroso (Chico Pedroso), num ato nobre e altruístico, doou o atual Patrimônio ao Bispado, em todos os seus limites.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Com o correr dos dias, foram surgindo os melhoramentos, aparecendo logo a clássica “raia” de corridas de animais, os estabelecimentos comerciais (botequins) para a venda de um gole de cachaça, dos “encapotados de frangos”, pastéis, broas de fubá e as gostosas “pelotas de carne de bovina” (almôndegas), construíram-se os primeiros ranchos, dando-se então início à povoação.
Nessa mesma ocasião, foi providenciado um “cercado”, para servir de cemitério, cujo local escolhido foi onde hoje estão o Posto de Saúde, à Praça Expedicionários.

ORIGEM DO NOME
Primeiro Nome:
Formiguinha do Taquary – Pouco se sabe do porquê deste nome algo estranho.
Segundo Nome:  São Roque do Taquari
Terceiro Nome: Taquary – Nome que foi utilizado a partir de 1905.
Quarto Nome: Taquarituba – Nome atual que foi oficializado em 1944, 19 anos depois da emancipação da localidade.
A palavra Taquarituba significa, em tupi, ajuntamento de taquaris, taquarizal.  Os taquaris que, até hoje, podem ser encontrados ao longo de alguns trechos do rio Taquari significam, em tupi, pequenas taquaras, ou antes, pequena taquara, já que não existe o plural nesta língua indígena (de takûara, taquara; e de – i- tyba) – pequeno). Trata se de uma planta da família das euforbiáceas, cujos ramos ocos servem de canudos para vários fins. Já a outra palavra da composição é tyba, que quer dizer: ajuntamento, reunião ou abundância.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em 10 de outubro de 1889, com o crescimento da povoação em torno da capela, foi criado o Distrito Policial com o nome de Formiguinhas do Taquary, sendo escolhido o primeiro delegado de polícia, o senhor João Inácio Ferraz.
Em 01 de dezembro de 1896, através do Decreto Lei Estadual nº 461, o povoado foi elevado à categoria de Distrito de Paz, com denominação de São Roque do Taquary, pertencente ao município de Itaporanga; sendo designados Juízes de Paz: Cel. João Quintino de Almeida Primo, João da Silva Pinto e Reinaldo Ferreira Gomes.
Em 20 dezembro de 1905, através do Decreto Lei Estadual nº 975, teve seu nome alterado para Taquary.
Em 19 de dezembro de 1906, através do Decreto Lei Estadual nº 1038, o Distrito é elevado à categoria de Vila, ainda pertencente ao município de Itaporanga.

APRESENTADO O PROJETO DE EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Em 20 de novembro de 1924, o Deputado Estadual Flamínio Ferreira apresentou à Câmara dos Deputados do Congresso Legislativo do Estado de São Paulo, o Projeto de Lei nº 34, no qual propunha a criação do Município de Taquari. Naquela época, a localidade denominava-se Distrito de Paz de São Roque do Taquari, que pertencia ao município de Itaporanga.
Com base em dados fornecidos pelas autoridades, o Distrito de Paz de São Roque do Taquari, tinha cerca de quatro mil habitantes, embora um abaixo-assinado subscrito por 550 moradores, informasse que o número correto seria superior a dez mil habitantes. O Distrito possuía 120 imóveis, e que em suas terras produzia-se “café, algodão, cereais e os seus grandes rebanhos de gado de toda espécie” que em seu território havia edifícios para o funcionamento da futura Municipalidade, duas escolas e uma cadeia pública e possuía uma renda superior a doze contos de réis.
Apesar da resistência da Câmara Municipal de Itaporanga à criação do novo município, o Legislativo Paulista aprovou a sua criação, acatando o Projeto apresentado, transformando-a na Lei nº 2.097.
OBS: Texto elaborado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
Em 24 de dezembro de 1925, através do Decreto Lei Estadual nº 2097, o distrito é elevado à categoria de Município, com a denominação de Taquari (sem o Y), desmembrando-se do município de Itaporanga. Neste ato o município também foi elevado à categoria de Cidade.
Sua instalação ocorreu solenemente 14 de março de 1926, sob a presidência do então Juiz de Direito de Capivari, Dr. Alcides Almeida Ferrari, convidado especialmente para esse fim.
No ato da instalação do município, foi constituída a primeira Câmara Municipal, tendo como seus membros:
Presidente: Ricardo Maraia - Vice-Presidente: Manoel Joaquim de Almeida.
Vereadores: José Penna, Gabriel Mendes, Pedro Nunes de Almeida e Osório Ferreira Gomes.
Foi então eleito o senhor José Penna, como primeiro Prefeito Municipal, e para Vice-Prefeito o senhor Gabriel Mendes.
É de justiça destacar-se, que na criação do município, muito se destacaram os cidadãos: João Quintino, José Penna, Joaquim Rodrigues, Cesar Pinto de Faria, Ricardo Maraia, Francisco Antônio de Oliveira Pedroso, Osório Ferreira Gomes, Gabriel Mendes, o Deputado Ataliba Leonel (influente político e chefe do 5º Distrito, com sede em Piraju), e o Deputado Dr. Flâminio Ferreira, sendo o projeto muito combatido intransigentemente pelo Deputado Dr. José Adriano de Marrey Junior, entre muitos outros.
Alteração Toponímica Municipal:
Em 30 de novembro de 1944, através do Decreto Lei Estadual nº 14334, o município teve novamente o seu nome alterado de Taquari, passando a denominar-se Taquarituba.

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA TAQUARIENSE - MUITOS ANOS DE GLÓRIA
Fundada em 31 de agosto de 1944, pelo inesquecível José Penna, que foi seu primeiro presidente, a A.A. Taquariense, filiada à Federação Paulista de Futebol e ao DEEF do Estado de São Paulo. Suas cores registradas foram: preto e branco e o nome de Taquariense, prende-se à tradição, visto que, em épocas passadas a cidade denominava-se Taquari.
No decorrer da sua história teve vários presidentes e dentre eles destacamos os seguintes: José Penna, José Rodrigues de Almeida, Ataliba Ferraz, Pedro Pedroso, Francisco Carlos Bueno, Milton Jorge de Oliveira, Antônio Rodrigues, Juca Penna, Itálo Lamarca, Pio Penna, Artur Vaz, Antônio Moraes Ferraz, Venâncio Antônio Mendes, Alcides Martins, José Picasso Chamorro e José Carlos Machado.
Com sede social e praça de esportes próprios, adquiridos nos mandatos de Ataliba Ferraz e José Picasso e auxiliados pela Prefeitura Municipal, e também pelo saudoso deputado Antônio Vieira Sobrinho, a agremiação em pauta, dá aos associados inúmeros entretenimentos.
Com um passado de glórias, possui em suas fileiras, jogadores que elevaram o nome esportivo da cidade e dentre eles salientamos: Aparício, Rogério, Silvio Cimati, Jonas, Quinzo, Nenzinho, Zéca Bruno, Ari Penna, Ciro de Campos, Batatais, Arany, Gustão, Getúlio e outros, gravados na nossa gratidão.
Em disputa, do Campeonato de Futebol Amador do Estado, a equipe de futebol Atleticana sagrou-se Campeã do Futebol Amador em 1966, sob a direção técnica de Ciro de Campos. O saudoso João Felício foi considerado o torcedor símbolo do clube, de todos os tempos. Tinha pelo Clube, verdadeira adoração.

CRIAÇÃO DA PARÓQUIA DE SÃO ROQUE
Síntese histórica:

A paróquia de São Roque de Taquarituba foi criada através de Decreto elaborado por Dom José Carlos de Aguirre, Bispo Diocesano, aos 08 de dezembro de 1949.
- Aos 22 de janeiro de 1950, foi solenemente instalada a paróquia, tendo sido empossado como primeiro Vigário o padre Miguel Piller.
- Aos 16 de janeiro de 1952, era substituído pelo novo Vigário padre Cândido Suffia.
- De 06 a 09 de outubro de 1952, Dom Aguirre realizava a 8ª visita Pastoral em Taquarituba e 1ª depois da criação da paróquia.
- Em março de 1955, o padre Miguel Piller, Vigário de Itaberá, recebia comunicação do Bispo Diocesano que a Paróquia de Taquarituba ficava novamente anexada a Paróquia de Itaberá, por causa de uma viagem do padre Cândido Suffia.
- No dia 02 de dezembro de 1955, o padre Teodoro Bibiano da Silva tomava solenemente posse da Paróquia.
- De 16 a 20 de abril de 1956, o Bispo Diocesano Dom Aguirre realizava nesta Paróquia mais uma visita Pastoral.
- No dia 20 de abril de 1956, o Bispo Dom Aguirre presenciava ao lançamento da pedra fundamental da nova Igreja Matriz de Taquarituba, passando a funcionar de Matriz provisória o Salão dos Congregados.
- De 25 a 30 de agosto de 1960, Dom Almir Marques Ferreira, Bispo Auxiliar de Sorocaba, realizava mais uma visita Pastoral. Houve na ocasião 1.750 crismas.
- No dia 1º de março de 1964, tomava posse da Paróquia o padre Mascarenhas Moraes.
- De 14 a 18 de maio de 1964, a paróquia recebia a 12ª visita Pastoral, na pessoa do Bispo Coadjutor Dom José Thurler. Foram realizadas 2.068 crismas e 1.628 comunhões.
- No dia 04 de dezembro de 1966, tomava solene posse da paróquia o padre Francisco de Luccia.
- De 28 de setembro a primeiro de outubro de 1967, Dom José Melhado Campos realizava a visita Pastoral da Paróquia.
- No dia 26 de julho de 1968, Dom Silvio Maria Dário tomava posse solenemente da Nova Diocese de Itapeva, a qual pertencia a Paróquia de Taquarituba.
- De 05 a 10 de novembro de 1969, Dom Silvio realiza a primeira visita Pastoral a Igreja Matriz.
- Em 1970, registrou-se na Paróquia o seguinte movimento religioso: Batizados 328, Casamentos 81, Comunhões 20.55 e Primeiras Comunhões 301.

CRIAÇÃO DA COMARCA
O município de Taquarituba, tendo sempre pertencido ao termo Judiciário da Comarca de Itaporanga, foi que:
Em 28 de fevereiro de 1964, através do Decreto Lei Estadual nº 8092, o município foi elevado à categoria de Comarca, sendo instalada solenemente em 22 de janeiro de 1969, tendo sido anexado ao território da nova Comarca o município de Cel. Macedo, pelo Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado, Dr. Marcio Martins Ferreira, na gestão do Prefeito Luiz Ferreira Neto, sendo, o Presidente da Câmara o senhor Pedro José de Almeida.
Na ocasião foram nomeados para Juiz de Direito da Comarca, o Dr. Helcias Kerr Nogueira, e exerceu como primeiro Promotor Público, o Dr. Antônio Celso.
Ao município coube doar o prédio para funcionamento do FORUM e também o prédio para residência do Juiz de Direito titular.
Para a elevação do município a categoria de Comarca, contribuíram os senhores: Luiz Ferreira Neto, José de Almeida, e os seguintes Vereadores: Dácio José Vaz Gabriel, Eurides Gomes, Acyr de Almeida Lima, Adelino Dognani, Nicanor Camargo, Nishida Aguto, David Antunes da Silva, Antônio Rolim dos Santos e os Advogados: Dr. Hélio Lara Bueno e Dr. José Benedito Rodrigues.

REGISTROS DO HISTORIADOR – LINHA DO TEMPO
- Em 1893, foi criada a Agência Postal dos Correios em Taquarituba, sendo nomeada Agente Postal a senhora Otília da Silva Rodrigues, cujo cargo exerceu por cinquenta e dois anos.
- Em 1893, foi organizada a Banda Musical, cuja organização e regência foram confiadas aos senhores: Cecílio Rocha e Joaquim Rodrigues, também conhecido por “Joaquim Mestre”, em virtude também de ter sido o primeiro mestre-escola na nascente povoação.
- Em 08 de Junho de 1897, foi realizado o primeiro casamento no Distrito, entre o casal Fernando Leite de Oliveira e Ana Maria de Jesus.
- O Juiz de Paz da época era o senhor Dionísio Carlos Leite.
- Em 26 de janeiro de 1898, foi registrado no Distrito o primeiro óbito, e a falecida era Aurélia, filha de Joaquim Gonçalves de Oliveira.
- Em 01 de fevereiro de 1898, a primeira pessoa registrada em Taquarituba foi Ana, filha do senhor Joaquim Manoel de Castro.
- Em 1902, foi fundada na cidade, a “Casa Gomes”, pelo senhor Osório Ferreira Gomes, juntamente com sua esposa Virgínia Vaz de Oliveira.
- Em 1904, foi aberta a primeira escola na localidade, tendo a prefeitura de São João Batista do Rio Verde contratado para mestre-escola, o senhor Joaquim Rodrigues, mediante o vencimentos de cem mil réis mensais.
- Em 1906, foi nomeado o primeiro professor público, senhor João Marcondes de Almeida.
- Em 1º de julho de 1921, foram reunidas três escolas isoladas que funcionavam na sede do Distrito de Paz de Taquari, permanecendo nesta situação até que foram dissolvidas em março de 1935.
- Em 14 de março de 1926, o município é instalado. Para a Secretaria da Prefeitura Municipal foi nomeado o senhor Lauro Rodrigues, que também acumulava a função de Secretário da Câmara Municipal.  Neste mesmo ato, foi nomeado o senhor Ângelo Bruno para atuar como Fiscal Municipal.
- Em 11 de fevereiro de 1935, é criado o Grupo Escolar de Taquari, com anexação das classes já existentes e sua instalação ocorreu em Julho de 1936, em prédio adaptado, de propriedade de João Quintino de Almeida.
- Em 1º de julho de 1936, é instalada a Escola de Primeiro Grau “Professora Julieta Trindade Evangelista.”
- Em 14 de julho de 1941, foi fundado o Centro Espírita Amor e Caridade.
- Em 16 de novembro de 1946, foi fundado o C.R.T. – Centro Recreativo Taquaritubense. Foram seus fundadores: Natal José José Bortotti, João Roberto de Almeida, Jurandir Siciliano, João Bortotti, Antônio da Silva Rodrigues e José Rodrigues de Almeida.
- Em 19 de novembro de 1946, sob a direção do senhor José Rodrigues de Almeida, é reaberto o Centro Recreativo, que muito lutou pelo sucesso do mesmo na época.
- Em junho de 1952, é inaugurada a Agencia do Banco Mercantil de São Paulo, cuja agência pertencia ao Banco Cruzeiro do Sul S/A, e tinha como primeiro gerente local o senhor Walter Freitas, que mais tarde foi substituído pelo senhor Zanoni de Oliveira.
- Em 01 de outubro de 1957, foi criado o CENE José Penna, que tem apresentado notável progresso até os dias de hoje, contribuindo para o desenvolvimento educacional do município. Batalharam pela sua instalação os senhores: Arthur Vaz, Nicanor Camargo, Abreu Sodré, Dervile Alegretti  e outros.
- Em 16 de abril de 1959, tem início nesta cidade, as atividades do Banco Brasileiro de Descontos, (Bradesco), sucedendo ao Banco Popular do Brasil.
- Em 23 de janeiro de 1969, é instalada a comarca no município, com a presença do Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Dr. Márcio Martins Ferreira. O projeto de criação da Comarca é de autoria do deputado Augusto Amaral.
- O prédio do FORUM, doado pela prefeitura, tem o seu nome de “Joaquim Rodrigues” em virtude de projeto apresentado pelo deputado Augusto Amaral, e sancionado pelo então Governador do Estado Dr. Laudo Natel.
- Esta foi uma merecida homenagem a esse cidadão que durante sessenta e cinco anos exerceu as funções de Oficial do Registro Civil e Tabelião neste município.
- Em 03 de abril de 1969, é fundada no município a Igreja Evangélica Assembleia de Deus.
- Neste mesmo período temos no cargo de chefe do Posto Fiscal, o coletor senhor Jurandir Siciliano, que também acumulava o posto de Agente da Caixa Econômica Estadual dessa cidade.
- Em 09 de março de 1971, em sessão especial no FORUM, tivemos o primeiro réu condenado pelo Tribunal do Júri da Comarca, Benedito Nazário Barbosa, que foi mandado a novo julgamento em virtude de recurso de apelação interposto pela Promotoria Pública.
- A Fazenda Matão, de propriedade do Engenheiro Agrônomo Osvaldo Castellucci, foi a maior fabricante de aguardente da região, produzindo na época 700.000 litros da aguardente por ano, e cultivava uma área de 300 hectares de cana de açúcar.
- Nos dias 16 de setembro à 03 de outubro de 1971, foi realizado o Feirão do CENE José Penna, nas dependências da CEAGESP.  O Feirão foi realizado em comemoração ao 14º aniversário da escola.
- Em 14 de fevereiro de 1975, foi inaugurada a Agência Bancária do BANESPA, e seu gerente foi o senhor Octávio Longhi, e na época contava com 10 funcionários.
- Em 16 de março de 1978, é fundada a Escola de Primeiro e Segundo Grau “Marechal Rondon” na cidade.
- Em 04 de outubro de 1978, foi inaugurada a Agência da Nossa Caixa, na cidade tendo como gerente o senhor João Alceu R. de Souza, com a presença do Presidente da Instituição Nilo Medina Coeli, no governo do então Governador Paulo Egydio Martins.
Fonte:
- Dados históricos obtidos junto ao acervo da Biblioteca Municipal. ”
- Texto extraído da Revista “O ECO ILUSTRADO”. Editado e impresso pela Tipografia “O ECO”.
Fotos Históricas:
- Gentilmente cedidas do Acervo da Biblioteca Municipal.
Realização:
- Coordenadoria Municipal de Cultura
- Bruno Giovani da Costa - Coordenador Municipal de Cultura –
Colaboração:
- Biblioteca Pública Municipal
- Anderson Lopes – Monitor de Artes.
Apoio:
- Prefeitura Municipal de Taquarituba.
Gentílico: Taquaritubense
 

GALERIA DE PREFEITOS

JOÃO PENNA 19/03/1926 A 31/10/1930
JOSÉ FERRAZ DE OLIVEIRA 31/10/1930 A 15/01/1933
JOAQUIM DOMINGUES LEITE 16/01/1933 A 22/05/1936
JOÃO PENNA 23/05/1936 A 09/07/1939
JOSÉ RODRIGUES DE ALMEIDA 10/07/1939 A 31/12/1941
TRAJANO GABRIEL 01/01/1942 A 31/12/1944
WALDEMAR ARANTES 01/01/1945 A 31/12/1947
ANTÔNIO DA SILVA RODRIGUES 01/01/1948 A 31/12/1951
JOÃO ROBERTO ALMEIDA 01/01/1952 A 31/12/1955
ANTÔNIO DA SILVA RODRIGUES 01/01/1956 A 31/12/1959
NICANOR CAMARGO 01/01/1960 A 31/12/1963
RIBAS FERREIRA DE OLIVEIRA 01/01/1964 A 06/04/1968
LUIZ FERREIRA NETO 07/04/1968 A 31/01/1969
NICANOR CAMARGO 01/02/1969 A 31/01/1973
LOURENÇO CUSTÓDIO 01/02/1973 A 31/01/1977
LUIZ FERREIRA NETO 01/02/1977 A 31/12/1983
DR. ARNON FIRMO DE MELLO 01/02/1984 A 31/12/1988
LOURENÇO CUSTÓDIO 01/01/1989 A 31/12/1992
DR. ARNON FIRMO DE MELLO 01/01/1993 A 31/12/1996
DR. MIDERSON ZANELLO MILLEO 01/01/1977 A 31/12/2000
DR. MIDERSON ZANELLO MILLEO 01/01/2001 A 31/12/2004
ITAVICO DOGNANI 01/01/2005 A 31/12/2008
DR. MIDERSON ZANELLO MILLEO 01/01/2009 A 31/12/2016
JOSÉ CLOVIS DE ALMEIDA 01/01/2017 A 31/12/2020
EDER MIANO PEREIRA

01/01/2021 A 31/12/2024

OBS.: O SENHOR JOÃO PENNA FOI O PRIMEIRO PREFEITO DE TAQUARITUBA.





Acervo Digital

Com a ajuda de vários colaboradores reunimos um acervo de fotos antigas desta cidade. Caso você tenha fotos antigas desta cidade, contribua conosco, enviando-as para o e-mail: contato@memorialdosmunicipios.com.br

Clique nas imagens abaixo para aumentá-las:

Faço parte dessa história
Empresas que fazem parte da história desta cidade.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site. Ao navegar pelo site, você autoriza o nosso site a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas , acesse nossa Política de Privacidade.
Entendi.